Projeto de Inserção Econômica e Laboral voltado a migrantes é lançado em Curitiba


Date Publish: 
Tuesday, October 15, 2019

Curitiba - A Organização Internacional para as Migrações – OIM, em parceria com a Cáritas Brasileira Regional Paraná, e com apoio da Secretaria de Estado de Justiça, Família e Trabalho do Paraná (SEJUF-PR), iniciou, em setembro, o projeto de Inserção Econômica e Laboral voltado para o apoio à comunidade migrante de Curitiba e região. O intuito é ajudar essa população a empreender, individual ou coletivamente.

 

O projeto irá beneficiar diretamente 100 pessoas, entre venezuelanos, haitianos, migrantes de diferentes nacionalidades e brasileiros. São três frentes principais de ação: capacitação, com o financiamento de cursos profissionalizantes em parceria com diversas instituições de ensino, como o Sistema S; empreendedorismo; e economia solidária.

 

“Curitiba tem sido uma das capitais mais atrativas para os migrantes que chegam ao Brasil, especialmente venezuelanos. Nosso objetivo é fomentar sua integração social e laboral por meio destas formações, abrindo espaço para que cada um escolha o caminho que melhor se encaixa em seu perfil”, destaca o coordenador de projetos da OIM em São Paulo, Guilherme Otero. “Queremos também fortalecer a solidariedade e criação de redes entre os migrantes, por isso a valorização da economia solidária”, completa Otero.

 

De acordo como coordenador estadual de Políticas Públicas para Migrantes, Refugiados e Apátridas da SEJUF-PR, João Guilherme Simão, “Para o governo do Paraná, esse projeto de inserção laboral é completo, pois capacita técnica e humanamente, preparando o migrante para o mercado e formando-o para a autonomia”.

 

Uma primeira roda de conversa com migrantes e refugiados que demonstraram interesse no projeto foi realizada no início de setembro. Na continuidade, 33 pessoas já começaram a frequentar os cursos de capacitação nas áreas de informática, corte e costura e mecânica, de acordo com as escolhas e potenciais de cada um.

 

“O projeto vem ao encontro da missão da Cáritas. Além da integração laboral, ele promove a autonomia, o protagonismo e renova a esperança dos migrantes e refugiados na sociedade”, declara o secretário-executivo da Cáritas Brasileira Regional Paraná, Amauri Mosmann.

 

As formações seguem até dezembro de 2019, e a OIM juntamente com os parceiros conseguirá apoiar financeiramente as melhores propostas de negócio individual ou coletivo, possibilitando a autonomia dos beneficiários.

Este projeto é financiado pelo Escritório para População, Refugiados e Migração (PRM, em inglês), do Departamento de Estado dos Estados Unidos da América.