Plataforma América do Sul Aberta é lançada

Buenos Aires – A Organização Internacional para as Migrações (OIM) lança a Plataforma América do Sul Aberta, uma plataforma web que visa fornecer a migrantes e atores-chave na região acesso a informações atualizadas e confiáveis sobre restrições de mobilidade humana e medidas de saúde e segurança adotadas pelos governos durante a pandemia da COVID-19.

A América do Sul Aberta, disponível em espanhol, inglês e português, compartilha informações oficiais, fornecidas por cada país, sobre as últimas medidas adotadas, incluindo restrições fronteiriças, requisitos de quarentena e testes de COVID-19 para migrantes e viajantes.

O Departamento de Migrações do Ministério da Justiça e Segurança Pública do Brasil, que apoia o processo, congratulou a iniciativa de possibilitar à população migrante acesso a informações oficiais sobre as medidas de combate à pandemia da COVID-19, empreendidas por países da América do Sul, que afetam a mobilidade humana na região.

A plataforma também fornece informações atualizadas sobre pontos de entrada autorizados e locais de interesse para viajantes e migrantes, tais como consulados, centros de atendimento a migrantes, centros de saúde, aeroportos, postos de fronteira e portos. Essas informações podem ser exploradas em um mapa interativo.

Financiada pelo Fundo da OIM para o Desenvolvimento, a plataforma também é acessível a migrantes vulneráveis que podem estar isolados ou sob o risco de receberem informações incorretas sobre migração.

Desde o início da pandemia da COVID-19, A América do Sul tem sido uma das regiões mais impactadas no mundo. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, até 8 de julho de 2021, houve 33.475.765 casos na região como um todo, o que representa 89% de todos os casos na América Latina e 18% de todas as infecções registradas mundialmente.

“O acesso de migrantes a informações atualizadas por meio de ferramentas online inovadoras é essencial, considerando a dinâmica migratória em constante mudança na região devido à pandemia de COVID-19,” disse Marcelo Pisani, Diretor Regional da OIM para a América do Sul.

O site foi desenvolvido pelo Escritório Regional da OIM de Buenos Aires, como Secretaria Técnica da Conferência Sul-Americana sobre Migração (CSM), em resposta ao pedido do CSM e dos Estados membros e associados do MERCOSUL, atualmente sob a Presidência Pro Tempore do Governo da Argentina.