OIM promove curso de espanhol para qualificação de profissionais atuantes na resposta humanitária a venezuelanos em Manaus

Manaus - A comunicação é uma habilidade fundamental para o atendimento de qualidade a refugiados e migrantes venezuelanos. Com este intuito, a Organização Internacional para as Migrações (OIM), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), realiza um curso online de língua espanhola para aprimorar os conhecimentos de profissionais atuantes na prestação de serviços à população venezuelana em Manaus. O curso já foi iniciado e terá 40 horas de duração.

Idealizada pela equipe de Proteção da OIM, e com certificação garantida pelo Senac, a capacitação busca aprimorar os conhecimentos de servidores atuantes na resposta à crise humanitária em Manaus.

“Aprender um novo idioma é uma grande barreira a ser quebrada, mas acreditamos que o curso seja uma boa oportunidade para que os profissionais tenham maior facilidade na compreensão do espanhol e, garantam assim uma comunicação efetiva com os beneficiários, atendo às suas necessidades”, comenta a assistente de Projetos e ponto focal de Proteção em Manaus, Dina Carmona.

Para a professora do curso, Beatriz Marques, aprender uma nova língua ajuda a ter um maior reconhecimento no mercado profissional e estreita as relações com outros países. “É preciso que nós saibamos outros idiomas para que possamos nos comunicar, prestar serviços ou ajudar pessoas de outras nacionalidades quando necessário. No caso da turma, é importante que tenham o máximo de habilidade com o espanhol para falar com os refugiados e migrantes venezuelanos, para que eles possam ajudá-los da melhor maneira possível”, declarou Beatriz.

Na sala de aula, a interação entre os alunos e a professora busca aprofundar os conhecimentos e tirar dúvidas sobre a língua espanhola. De acordo com a professora, a metodologia adotada incentiva o aprendizado por meio da conversação, com exercícios que reforçam o assunto abordado.

Com vontade de aprender e de aumentar o seu vocabulário, a gerente de alta complexidade da Secretaria de Estado de Assistência Social (SEAS) do Amazonas, Alison Batista, busca melhorar a comunicação entre a equipe técnica e os refugiados e migrantes venezuelanos atualmente locados no Serviço de Acolhimento Institucional para Adultos e Famílias (Saiaf).

“Até o momento, a didática apresentada pela professora tem sido bastante esclarecedora. Pretendo terminar o curso com a maior quantidade de informação possível, buscando a melhor forma de multiplicar e melhorar a comunicação entre ambas as partes”, comentou Alison.

Ao todo, 15 profissionais participam de aulas online para o aprendizado do Curso de Língua Espanhola Instrumental para Serviços de Recepção. São servidores do Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF), Receita Federal, Polícia Federal, Defensoria Pública da União (DPU), Departamento de Proteção Social Especial (DPSE), Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Fraternidade Humanitária Internacional, ONG Hermanitos, Rede Um Grito Pela Vida e o Instituto Mana.

A capacitação dos profissionais é realizada com o apoio financeiro do Escritório de População, Refugiados e Migração (PRM) do Departamento de Estado dos Estados Unidos.