OIM e Cáritas Santa Catarina promovem o emprego de mais de 60 pessoas no estado

Mais de 60 venezuelanos e migrantes de países vizinhos ao Brasil em situação de vulnerabilidade já conseguiram vagas de emprego em diferentes regiões do estado de Santa Catarina com o apoio da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e da Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina. As vagas foram preenchidas com o apoio das Cáritas Diocesanas distribuídas em todo o território catarinense, em diversas áreas da indústria, comércio e serviços.

A parceria entre OIM e a Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina para a integração econômica dos beneficiários data de julho de 2020. O trabalho é realizado nos eixos de orientação para acesso a direitos, fomento ao empreendedorismo coletivo por meio da Economia Solidária, apoio à capacitação profissional e acesso ao mercado de trabalho formal.

Miguel Z., venezuelano de 36 anos que chegou a Florianópolis há dois meses, é um dos beneficiários dessa parceria. Inicialmente acolhido com sua esposa no abrigo gerido pelo Serviço Pastoral dos Migrantes de Santa Catarina, Rutmary, e os filhos, de seis e um ano de idade, Miguel conseguiu emprego em uma grande indústria têxtil da região de Blumenau. Agora, a família já vive de maneira autônoma na cidade e alugaram uma casa.

“Estou muito agradecida por nos tratarem muito bem, na Casa de Acolhida não faltou nada, graças a Deus. A minha expectativa agora é também conseguir trabalho para dar uma melhor vida aos meus filhos. Enquanto tivermos trabalho, imagino que tudo estará bem. Meu filho também já tem uma creche indicada pelo novo emprego de Miguel”, relata Rutmary.

A OIM em parceria com a Cáritas Brasileira Regional Santa Catarina presta todo o apoio necessário para a transferência e integração de famílias como a de Miguel e Rutmary, passando pela articulação com as empresas interessadas nas contratações, apoio aos processos seletivos e suporte ao transporte e fixação no novo município, nos casos em que a mudança é necessária.

“Essa atuação conjunta vem sendo fundamental para viabilizar a integração de venezuelanos e migrantes de países vizinhos em Santa Catarina, pois muitas vezes as vagas de emprego estão em municípios diversos. A capilaridade da Cáritas possibilita esse trânsito e proporciona o diferencial do acompanhamento integral dos beneficiários, desde o cadastro até a integração efetiva das famílias no novo contexto de trabalho e muitas vezes nas novas cidades”, relata a coordenadora de projetos da OIM em Santa Catarina, Yssyssay Rodrigues.

A atuação da Cáritas com a OIM possibilita ainda que empregadores e as comunidades locais possam se aproximar da temática migratória nas diversas regiões de atuação da Cáritas no estado.

"A parceria da Rede Cáritas em Santa Catarina com a OIM para a integração profissional e geração de renda de migrantes venezuelanos e de países vizinhos possibilita um processo de inclusão saudável e digno para muitas famílias migrantes em situação de vulnerabilidade, agravada pelo contexto da pandemia”, destaca a assessora de migrações e refúgio da Cáritas Regional Santa Catarina, Isadora de Azevedo.

“Enquanto instituição, acreditamos em processos educativos, de acesso à informação e apoio de Agentes Cáritas para soluções duradouras que gerem autonomia às pessoas que atendemos”, complementa Azevedo.

Em Santa Catarina, a OIM já facilitou a contratação em empregos formais a mais de 450 venezuelanos e migrantes de países vizinhos desde o início de 2020, com o apoio dos seus parceiros implementadores.

As iniciativas de integração econômica em Santa Catarina são realizadas no marco do projeto “Oportunidades – Integração no Brasil”, implementado pela OIM com o apoio financeiro da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).