Capacitação em empreendedorismo beneficiará 150 venezuelanos e migrantes de países vizinhos ao Brasil no Rio Grande do Sul

Começa esta semana o curso online e gratuito de empreendedorismo do programa “Migrante Empreendedor”. O objetivo é contribuir para a integração econômica sustentável por meio de promoção a empregos formais e trabalho autônomo de venezuelanos e migrantes de países vizinhos ao Brasil que residem no Rio Grande do Sul. Mulheres grávidas, famílias monoparentais, mulheres solteiras e pessoas desempregadas foram priorizadas.

As aulas acontecem entre 22 e 26 de fevereiro, de maneira remota e com duração de três horas por dia. Ao final do curso, os 150 empreendedores inscritos que concluírem a certificação receberão do Instituto Besouro mentoria de 90 dias e poderão desenvolver a sua marca própria.

O curso é baseado na metodologia By Necessity®, criada pelo Instituto Besouro, e usa a vivência de cada um para a criação e manutenção de um negócio com baixo custo. Ao final de 11 etapas, o aluno estará pronto para tirar o seu negócio do papel.

Nas aulas, são abordados temas como: produto e serviço, ações de divulgação, pesquisa de mercado, projeção de vendas e fluxo de caixa. O método já capacitou mais de 30 mil pessoas em 15 países, auxiliando na abertura de 20 mil negócios que movimentam em torno de R$ 300 milhões por ano.

“Com a pandemia, milhões de pessoas perderam o emprego. O projeto tem a missão de tornar venezuelanos e migrantes de países vizinhos ao Brasil em empreendedores empoderados, capazes de manter seus negócios com pouco investimento. É um impacto positivo e durável”, explica o presidente do Instituto Besouro e criador do By Necessity®, Vinicius Mendes Lima.

Para a Organização Internacional para as Migrações (OIM), o curso é uma ferramenta a mais para apoiar os beneficiários na sua integração no Brasil. “Incentivar e apoiar essas pessoas para que consigam sua independência financeira e possam se integrar de maneira perene no Brasil é fundamental para nós”, explica o coordenador de projeto da OIM no Rio Grande do Sul, Iurqui Pinheiro.

A iniciativa é realizada pela OIM no marco do Projeto Oportunidades – Integração no Brasil, com o apoio financeiro da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID). A execução é do Instituto Besouro de Fomento Social e Pesquisa.