Campanha Liberdade no Ar contra o Tráfico de Pessoas terá reforço do MPT em Quadrinhos

 

Como parte da ação nacional que acontece durante todo o mês de julho, as histórias serão veiculadas nas redes sociais do MPT, da OIM Brasil e demais instituições que integram o projeto

Brasília - Agenciar, aliciar, recrutar, transportar, transferir, comprar, alojar ou acolher pessoa, mediante grave ameaça, violência, coação, fraude ou abuso, para fins de trabalho escravo, exploração sexual, servidão, adoção ilegal, ou remoção de órgãos, é crime sujeito a até oito anos de reclusão e multa. Além de ser crime, o tráfico de pessoas pode ser porta de entrada para outras violações trabalhistas, como o trabalho infantil, o trabalho escravo e até a exploração sexual.

Para reforçar as ações da campanha nacional de combate ao tráfico de pessoas deste ano, o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e as demais instituições que integram o projeto Liberdade no Ar, acabam de lançar uma série de tirinhas do MPT em Quadrinhos, que será veiculada durante o mês de julho nas redes sociais de todos os parceiros. O conteúdo foi adaptado para vídeo com narração, de forma a tornar o material acessível para pessoas com deficiência visual.

As histórias que tiveram início esta semana ilustram diferentes situações de tráfico de pessoas. Assim como o projeto Liberdade no Ar, a série tem como objetivo treinar o olhar da sociedade, em especial dos profissionais que atuam no transporte de passageiros, para identificar e coibir violações semelhantes.

Intitulada “Menino de Ouro”, a tirinha de estreia foi ao ar na segunda-feira, 13 de julho, a fim de alertar sobre os cuidados a serem tomados para prevenção do tráfico e da exploração de atletas-mirins no trabalho infantil e escravo.

Nas próximas semanas, serão veiculadas as histórias “O Bilhete” e “Quanto vale um sonho?”, que podem ser acompanhados pelos perfis do MPT, da OIM Brasil e das instituições parceiras do projeto Liberdade no Ar.

Parceiros - O projeto Liberdade no Ar é realizado pelo MPT em parceria com a Campanha Coração Azul contra o Tráfico de Pessoas, a Infraero, a OIM, a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a Secretaria Nacional de Justiça - Ministério da Justiça, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e a Associação Brasileira de Defesa da Mulher da Infância e da Juventude (Asbrad).