Cáritas Arquidiocesana de São Paulo e OIM realizam capacitação sobre enfrentamento ao tráfico de pessoas

Brasília - Com o objetivo de enriquecer e fortalecer o conhecimento sobre o tema da Migração e do Refúgio, a Cáritas Arquidiocesana de São Paulo realizou, no final do mês de junho, um ciclo de capacitações online para os seus colaboradores. A Organização Internacional para as Migrações (OIM) apoiou o treinamento sobre o enfrentamento ao tráfico de pessoas e crimes correlatos.

Com foco nos aspectos gerais de identificação, assistência (boas práticas) e referenciamento de vítimas de tráfico de pessoas no Brasil, a capacitação contou com a participação de 15 colaboradores da Caritas. O intuito foi despertar algumas habilidades e pontos de atenção das equipes que atuam no atendimento direto à população refugiada e migrante na identificação desse tipo de crime, muitas vezes invisível e difícil de identificar.

“Somos uma organização multidisciplinar que trabalha com a temática da migração e do refúgio e, por isso, é primordial estarmos atentos no reconhecimento dessa demanda. A capacitação elaborada pelo OIM reforçou a nossa missão e nossas técnicas de atendimentos, apoiando as equipes a aprimorarem a identificação, a proteção e assistência dessas vítimas”, destacou a advogada da Equipe de Proteção do Serviço de Acolhida e Orientação para Refugiados da Cáritas Arquidiocesana de São Paulo, Marina Cavalcante Puntel Cordeiro.

Para a assistente de projeto da OIM, facilitadora da atividade, Nerissa Krebs Farret, a ação reforça a difusão do tema. “Estar ciente dos possíveis sinais de exposição da população vulnerável ao tráfico de pessoas é fundamental para as equipes que atuam em campo. Além disso, a transmissão desse conhecimento para a população atendida é também um passo importante para a prevenção a esse crime.”

A metodologia desenvolvida para a formação inclui um estudo de caso na forma de jogo, o que engaja os participantes e faz com que a discussão envolva a realidade do dia a dia do atendimento ao público. Ao se avançar pelo tabuleiro, a situação da personagem vítima de tráfico vai sendo desvendada e as opções para resolver ou melhor entender a situação vão sendo repassadas.

Crime - O tráfico de pessoas é uma grave violação aos direitos humanos, que é tipificado como crime, com punição prevista pela legislação brasileira. Além de capacitações, a OIM fornece proteção e assistência às vítimas de tráfico, por meio de apoio social ou financeiro, orientação sobre direitos e encaminhamento aos serviços adequados. Também realiza campanhas e documentos informativos, com o intuito de fornecer as informações de que as pessoas em situação de vulnerabilidade necessitam para migrar com segurança e acessar a assistência se necessário. A OIM apoia ainda o retorno voluntário assistido e reintegração de vítimas de tráfico.